Archive for novembro, 2015

Deus, Me Surpreenda!?

02

DEUS, ME SURPREENDA!?

Eu sei que o Senhor está comigo, sei também que é o Senhor quem fala! Mas, não é isso […] _ me surpreenda!?… É que eu quero ver algo grande, extraordinário acontecer… Tu disseste que bem aventurado seria aqueles que não viram, mas creram! Então, olha para aqueles que creem, e, faça algo grande, extraordinário acontecer…

Marli Savelli

30 de novembro de 2015 at 12:43 Deixe um comentário

Viver

SONY DSC

VIVER

Você é um bom motivo para eu querer viver…

Marli Savelli

28 de novembro de 2015 at 22:17 Deixe um comentário

Eu Sou Porque Tú És Em Mim

movies-image-and-text-3-1080EU SOU PORQUE TÚ ÉS EM MIM

Contigo eu sou forte!
Contigo eu posso sim!

Eu sou porque Tú és em mim
Não importa o que dizem as circunstâncias,
eu não me renderei, pois

Contigo a derrota é inconcebível!
Contigo a certeza na vitória é invencível!

Marli Savelli

27 de novembro de 2015 at 12:53 Deixe um comentário

E Que Rufem Os Tambores

TOCHA

E QUE RUFEM OS TAMBORES

Deus escolhe
O pouco
que vale muito
e dispensa
O muito
que vale pouco
(…)
Acendam as tochas!
E que rufem os tambores

Marli Savelli

Inspirado em “Gideão e os 300 homens [1%]”

Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;Para que nenhuma carne se glorie perante Ele.

 1 Coríntios 1:27-29

26 de novembro de 2015 at 11:22 Deixe um comentário

O Ato de Dar e Receber

se-nao-plantar

O ATO DE DAR E RECEBER

Triste quando pessoas
acham que receberam tão pouco,
quando mereciam mais.
E, na verdade, deram tão pouco
e acham que é demais.

Marli Savelli

24 de novembro de 2015 at 22:13 Deixe um comentário

Deus Cuida de Mim

wpid-http3a2f2fimagescale-tumblr-com2fimage2f12802f2faf1ea869e32a908c32d8a9276fa08a2ftumblr_ms0hb7g5nr1r8mgizo11

DEUS CUIDA DE MIM

O cuidado de Deus vai além do que eu possa explicar, por isso, eu confio a Ele todos os meus amanhãs, porque em algum lugar, em algum momento, em algum tempo e sentimento, com hora exata e números reais, ali Ele está, me dando provas concretas de que me cuida, nos meus ontens e hojes que não terminam.

Marli Savelli

21 de novembro de 2015 at 16:24 Deixe um comentário

Pepita de Ouro

pepita

PEPITA DE OURO

Você é uma
Pepita de Ouro
que somente o Ourives
sabe distinguir as suas
características e resistências
Peso e medida em quilates
Lapidada,
moldada e polida.

Marli Savelli

Inspirado na parábola – O ANEL – http://www.possibilidades.com.br/parabolas/o_anel.asp

(…)
Diabo — Quanto queres por ela?
Eu — Quinhentos contos.
Diabo — Não queres pouco.
Eu — Achas caro?
Diabo — Certamente.
Eu — Aceito mesmo a cousa por trezentos.
Diabo — Ora ! Ora !
Eu — Então, quanto dás?
Diabo — Filho. não te faço preço. Hoje, recebo tanta alma de graça que não me vale a pena comprá-las.
Eu — Então não dás nada?
Diabo — Homem! Para falar-te com franqueza, simpatizo muito contigo, por isso vou dar-te alguma cousa.
Eu — Quanto?
Diabo — Queres vinte mil-réis ?

E logo perguntei ao meu amigo:
— Aceitaste?
O meu amigo esteve um instante suspenso, afinal respondeu:
— Eu… Eu aceitei.

Um Que Vendeu a Sua Alma, de Lima Barreto

20 de novembro de 2015 at 11:24 Deixe um comentário

Posts antigos


Obrigada =)

  • 97,402 Pescadores de Ilusões
"Eu escrevo o que me vem ao coração, não me pergunte o porquê nem pra quem. Preciso!"

.............................................

Proteção Anti-Cópia – O blog está protegido pela Lei de Direitos Autorais. Os textos aqui contidos não podem ser utilizados sem prévia e expressa autorização da autora, ficando o infrator sujeito às penas da Lei 9.610 de 19/02/1998.

Licença Poética

Licença poética é uma incorreção de linguagem permitida na poesia. Em sentido mais amplo, são opiniões, afirmações, teorias e situações que não seriam aceitáveis fora do campo da literatura. A poesia pode fazer uso da chamada licença poética, que é a permissão para extrapolar o uso da norma culta da língua, tomando a liberdade necessária para utilizar recursos como o uso de palavras de baixo-calão, desvios da norma ortográfica que se aproximam mais da linguagem falada ou a utilização de figuras de estilo como a hipérbole ou outras que assumem o caráter "fingidor" da poesia, de acordo com a conhecida fórmula de Fernando Pessoa ("O poeta é um fingidor").

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Lançando a Rede

Últimos posts do blogue: PALAVRAS RABISCADAS

Pedro Cardoso fala sobre Nudez na TV

A nudez é uma crise na narrativa (…)

Dicas de Língua Portuguesa

1 2 . 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 20 21 22  

Deus É Maior

DEUS É MAIOR Deus criou a mulher e junto com ela criou a fantasia. Foi assim que uma vez a Verdade desejou conhecer um palácio por dentro e escolheu o mais suntuoso de todos, onde vivia o grande sultão Haroun Al­-Raschid. Vestiu seu corpo apenas com um véu transparente e pouco depois chegou à porta […]

Não Há Lugar Melhor Que O Nosso Lar

Trecho de Clip Musical retirado do filme “BOLT – O SUPER CÃO”  “Não há lugar melhor que o nosso lar.” – em O Mágico de Oz [Dorothy]

Escrever é Esquecer

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. A música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm. A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as segundas, contudo, não se afastam da vida – umas porque […]

Por Clarice Lispector

“Então escrever é o modo de quem tem a palavra como isca: a palavra pescando o que não é palavra. Quando essa não-palavra – a entrelinha – morde a isca, alguma coisa se escreveu. Uma vez que se pescou a entrelinha, poder-se-ia com alívio jogar a palavra fora”. C. Lispector

Prêmio Dardos

Prêmio indicado por Helena Frenzel, do blogue bluemaedel.blogspot.com. Obrigada, querida, pelo carinho, reconhecimento e leituras. “A conquista é nossa! Eu digo nossa porque, a conquista nunca é solitária, existe mais alguém:- aqui, “o leitor”! .Ele me motiva a continuar, está a me inspirar (...)” Marli Savelli

Arquivos