Posts tagged ‘De Repente Quarenta’

Eu Quarenta, Meu Filho Quatro

40 anosEU QUARENTA, MEU FILHO QUATRO

Quarenta
como se fossem apenas
quatro
[ Sei tão pouco! ]
São dias
de séculos…
Minha alma’inda
virgem
Na terra’inda
a desvendar
cada letra do teu nome.

Marli Savelli

“Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios” – Salmos 90:12
Anúncios

23 de janeiro de 2016 at 00:01 Deixe um comentário

De Repente Quarenta

bolo-de-aniversarioDE REPENTE QUARENTA

Finalmente

Hoje recebo o 365° presente de minha vida do ano que completo. Há presente que se tornou passado, presente que ainda é presente, e, presente que será futuro. Por isso, agradeço a Deus de joelhos o meu ontem, o hoje e o amanhã. E que seja bendita a nossa felicidade, vocês que me amaram, que eu amei, e amaremos. Peço ao Senhor que me conceda mais anos e a ti também, enquanto vou escrevendo um novo dia do livro da minha vida, que já foi dedilhada por Deus, e quando eu ficar ainda mais velha, lerei, recordar-me-ei e … ai, morrerei de tanta saudade… os meus olhos já choram de pensar, porque eu sou tão feliz! Obrigada, ao meu papai. Obrigada, ao meu filhinho. Obrigada, a minha família. Obrigada, aos meus amores. Ah, nenhuma paga poderá tirá-los de mim, pois, foram dados por Deus, os meus presentes mais valiosos, escolhidos a dedo por Deus. Ô papaizinho do céu, eu os recebo e agradeço! […] Que hora doce esta meia-noite.

Marli Savelli

22 de janeiro de 2016 at 00:00 Deixe um comentário

De Repente Quarenta

apressateDE REPENTE QUARENTA

Parte IV

Se eu abro os olhos a cada manhã, estou renascendo neste dia, só que para isso, também morro todos os dias. Como Deus é perfeito e maravilhoso, ele nos faz provar diariamente o que é “morrer” – dormir e reviver, nos proporcionando uma nova chance a cada amanhecer. E alguém tem medo de dormir? Eu amo! O sono também prova e nos faz lembrar que não somos eternos, caso fossemos não dormiríamos, pois Deus e seus anjos não dormem – essa é uma necessidade do ser humano–mortal. Por isso, todos os dias são especiais, pois, estão completando o ciclo da vida. E quando tiver que terminar, lembre-se, meu Senhor, de que eu fui uma boa menina, e me proporcione um sono suave, da mesma maneira que encarei a vida […] Apressa-te, amado, eu já morro todos os dias, para reviver em todas as manhãs dos teus amanhãs.

Marli Savelli

21 de janeiro de 2016 at 00:02 Deixe um comentário

De Repente Quarenta

tumblr_anjoDE REPENTE QUARENTA

Parte III

Quantas pessoas passaram pela minha vida… e outras que ainda permanecem – graças a Deus – dividindo os pesos das bagagens! São os nossos anjos na terra. Noto que, onde você se considera fraco, Deus coloca um ponto forte, e no teu ponto forte, Deus coloca alguém fraco, para que assim possamos carregar as cargas uns dos outros. Pois, não somos tudo, somos partes de um todo, e nisso, algumas pessoas também passam pelo meu caminho pra que eu possa ajudá-las a atravessar o seu deserto, compartilhando suas cargas pesadas, por um determinado tempo – até que cumprida a missão, alcançado o seu crescimento e desenvolvimento, possam competir seus encargos com outras pessoas, e se vão! Por isso, pega na minha mão, ou me leva no colo, que a caminhada aqui é longa e cansativa!

Marli Savelli

20 de janeiro de 2016 at 00:02 Deixe um comentário

De Repente Quarenta

ceusDE REPENTE QUARENTA

Parte II

A coisa mais divina que descobri nestes anos foi escrever. Escrever é viver! Acredito ter encontrado a minha conexão com os céus, pois, através da escrita – eu oro, eu agradeço, eu peço, eu converso, eu respiro […] – e, não me sinto só! Será que eu poderia até mesmo dizer que a minha vida se resume num quarto? Vivi só um quarto? Eu não me arrependo de nada do que fiz e de nada que deixei de fazer. Pois, se o que eu fiz, ou, o que eu não fiz, foi direito ou errado, Deus sabe, e não carece de explicações, já que Ele escreve certo por linhas tortas. E, eu confio que tudo tem sido obra de suas mãos, nos tortuosos caminhos trilhados ou nos retos, para me transformar naquilo que Ele propôs a história de minha vida.

Marli Savelli

19 de janeiro de 2016 at 00:01 Deixe um comentário

De Repente Quarenta

40DE REPENTE QUARENTA

Parte I

Dos quarenta agora vividos, foram vinte anos de ilusões e mais vinte de desilusões. Acredito que alcancei o equilíbrio. Dos sonhos que me restam tenho vontade de dizer: “agora não precisa mais!” O tempo seca um pouco das vontades: o que eu queria muito, hoje já não quero tanto;  o que me fazia doer muito, hoje já não sinto. A gente cresce e aquilo que parecia grande se torna pequeno e dispensável, enquanto, outras coisas passam a ter mais importância […] Afinal, tudo aqui não passa de ilusão. Passa! Tendo ou não, isso ou aquilo, se vive do mesmo jeito – ou, de outro jeito? Bem, não importa, de uma coisa tenho certeza, o melhor de tudo é gozar de boa saúde – da infância a velhice – é sempre bem–vinda e o melhor presente. Obrigada, Senhor!… Penso que este mundo está prestes a explodir. Então, que se exploda!

Marli Savelli

18 de janeiro de 2016 at 00:40 Deixe um comentário


Obrigada =)

  • 111.910 Pescadores de Ilusões
"Eu escrevo o que me vem ao coração, não me pergunte o porquê nem pra quem. Preciso!"

.............................................

Proteção Anti-Cópia – O blog está protegido pela Lei de Direitos Autorais. Os textos aqui contidos não podem ser utilizados sem prévia e expressa autorização da autora, ficando o infrator sujeito às penas da Lei 9.610 de 19/02/1998.

Apocalipse, Amor e Fúria

Biblioterapia

Revelação Pessoal

REVELAÇÃO PESSOAL Os significados de certas coisas pra Deus, são diferentes dos significados que tem pra nós. É como se Ele usasse metáforas e analogias, e a gente levasse ao pé da letra da palavra, algumas vezes. Só que não é bem essa a explicação, pois não me refiro as palavras, essa é só uma […]

Brilhantemente

BRILHANTEMENTE A vida é divinamente admirável em sua sabedoria. Um dia ela te tira tudo, porque você precisa aprender alguma lição com a falta, e no outro, brilhantemente, te oferece muito mais, para te ensinar a viver bem… Marli Savelli

Viva Pra Sempre

VIVA PRA SEMPRE Eu queria ficar na cama dormindo, quando eu acordei e vi que você ainda não veio. Paciência, se eu preciso estar sempre viva ou viva pra sempre. Marli Savelli

O Coração ė um Músculo

O CORAÇÃO É UM MÚSCULO – Eu não sei se fala comigo e nem se me dá ouvidos. – Eu não trabalho com o previsto e ajo no anonimato. – Porque a sua forma é sempre dolorosa e humilhante? Que não me veja! – Você quer ser fraca como maria-mole ou forte como rocha? É […]

A Mão Direita

A MÃO DIREITA Eu não posso garantir longuras de vida àqueles que não lançam a mão direita na sabedoria Eu já posso garantir lonjuras da eternidade àqueles que vivem muitas datas ou poucos anos Marli Savelli

Selo da Amizade

Por Clarice Lispector

“Então escrever é o modo de quem tem a palavra como isca: a palavra pescando o que não é palavra. Quando essa não-palavra – a entrelinha – morde a isca, alguma coisa se escreveu. Uma vez que se pescou a entrelinha, poder-se-ia com alívio jogar a palavra fora”. C. Lispector

Licença Poética

Licença poética é uma incorreção de linguagem permitida na poesia. Em sentido mais amplo, são opiniões, afirmações, teorias e situações que não seriam aceitáveis fora do campo da literatura. A poesia pode fazer uso da chamada licença poética, que é a permissão para extrapolar o uso da norma culta da língua, tomando a liberdade necessária para utilizar recursos como o uso de palavras de baixo-calão, desvios da norma ortográfica que se aproximam mais da linguagem falada ou a utilização de figuras de estilo como a hipérbole ou outras que assumem o caráter "fingidor" da poesia, de acordo com a conhecida fórmula de Fernando Pessoa ("O poeta é um fingidor").

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Prof. Dr. José PAZ Rodrigues

Professor Doutor, José PAZ Rodrigues, didata, poliglota, licenciado e graduado em Pedagogia pela Universidade Complutense de Madrid. Especialista mundial em Robindronath TAGORE, tem a melhor biblioteca do mundo dedicada a TAGORE, com mais de 30.000 volumes em todas as línguas, inclusive, edições brasileiras. Estuda este escritor desde 1966, teve como tese de doutorado: “Tagore, Pioneiro da Nova Educação”. (Clique aqui para acessar seus artigos)

Minha Homenagem

Clique na foto do escritor, poeta, romancista e músico indiano, Robindronath TAGORE (7/5/1861-7/8/1941- Calcutá – Índia), para acessar alguns de seus poemas e escritos, publicados em homenagem a ele, que se realiza no ano de 2011, quando se completa 150 anos desde o seu nascimento e 70 de falecimento. Tagore, chamado por Mahatma Gandhi de “o grande mestre”, ganhou em 1913 o prêmio Nobel de Literatura. Tagore, depois de educação tradicional na Índia, completou sua formação na Inglaterra entre os anos de 1878 e 1880 e começou sua carreira poética com volumes de versos em língua bengali. Desde então, traduziu seus livros para o inglês, a fim de lhes garantir maior difusão. Seu mais famoso volume de poesias é Gitãñjali (Oferenda Poética). Fundou, em 1901, uma escola de filosofia, em Santiniketon, que, em 1921, foi transformada em universidade.

Albert Einstein e Tagore

Tagore e Mahatma Gandhi

Lançando a Rede

Prêmio Dardos

Prêmio indicado por Helena Frenzel, do blogue bluemaedel.blogspot.com. Obrigada, querida, pelo carinho, reconhecimento e leituras. “A conquista é nossa! Eu digo nossa porque, a conquista nunca é solitária, existe mais alguém:- aqui, “o leitor”! .Ele me motiva a continuar, está a me inspirar (...)” Marli Savelli

Arquivos

Traduzir